quinta-feira, 28 de março de 2013

FCP no Rio de Janeiro tem nova representante


Neia (vestido branco) com os colaboradores da FCP/RJ.
Neia Daniel de Alcântara é a nova representante da Fundação Cultural Palmares no Rio de Janeiro. Ela foi nomeada por Hilton Cobra, presidente da instituição. 
Pesquisadora de Cultura Afro-brasileira, Neia Daniel de Alcântara é também produtora cultural, professora e assistente social. Foi gestora do Centro Cultural Municipal José Bonifácio, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (2009), assessora de Assuntos Afro-brasileiros da Secretaria de Estado de Cultura do Estado do Rio de Janeiro (2003 – 2008) e diretora da Divisão de Ação Cultural, do Departamento de Apoio à Cidadania, da Secretaria Extraordinária de Defesa e Promoção das Populações Afro-Brasileiras (SEAFRO) do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Palestra sobre crack marca abertura de ano letivo no Icict/Fiocruz


Com a mesa redonda “A informação, a comunicação e a agenda da saúde: o caso do crack”, será no dia 8/04, na segunda-feira, a palestra de abertura do ano letivo do curso de pós-graduação do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde – Icict, da Fiocruz.

Participarão os pesquisadores Francisco Inácio Bastos (Lis/Icict/Fiocruz), Marcelo Rasga Moreira (Ensp/Fiocruz), Paulo Amarante, presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Ensp/Fiocruz) e o jornalista da TV Globo Caco Barcellos. A mediação será de Claudia Travassos, vice-diretora interina de Ensino e Pesquisa do Icict. A mesa redonda começa às 13h30, com entrada franca, e será realizada no Salão de Leitura Henrique Leonel Lenzi, da Biblioteca de Ciências Biomédicas.
Não há necessidade de inscrições. O prédio da Biblioteca de Ciências Biomédicas da Fiocruz fica na Avenida Brasil, 4.365, em Manguinhos. 

Durante esta semana, o Icict disponibiliza em sua fanpage, postagens sobre o tema, com vídeos e textos a respeito. Confira aqui!

Serviço
Evento: Mesa redonda “A informação, a comunicação e a agenda da saúde: o caso do crack”
Dia e horário: 08/04, 2ª feira, às 13h30
Local: Salão de Leitura Henrique Leonel Lenzi, da Biblioteca de Ciências Biomédicas, que fica na Avenida Brasil, 4.365, em Manguinhos
Entrada: Franca. Não há necessidade de inscrições.

Mais informações sobre quem são os debatedores clique abaixo.

terça-feira, 26 de março de 2013

Mensagens parlamentares alusivas ao Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose


http://i2.ytimg.com/vi/U36gFPnMK84/default.jpg
Depoimento do Deputado Estadual, Gilberto Palmares (PT/RJ), Presidente da Frente Parlamentar Estadual de Combate à Tuberculose e Aids RJ, alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a TuberculoseTV ALERJ(25/03/2013)


 Clique nas imagens ou links, para assistir aos depoimentos dos parlamentares

http://i2.ytimg.com/vi/1sXcKK8U2rE/default.jpg
Depoimento da Deputada Federal, Benedita da Silva (PT/RJ), Vice-presidente da Frente Parlamentar Nacional de Combate à Tuberculose na Câmara Federal (Brasilia), alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a TuberculoseTV ALERJ (25/03/2013)



Dia Mundial de Luta contra Tuberculose

O Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose, 24 de março, será lembrado pelo Centro de Saúde Escola Germano Sinval Farias - CSEGSF - quando, na quinta-feira, 28, técnicos de saúde farão atividades na sala de espera. 

Segundo o pessoal do Grupo de Educação, Mirian Gomes e Idenalva Lima, a programação, que acontece das 9h às 12h, haverá o Camelô Educativo; atividades com a professora de educação física, Luziane, às 9h30; às 10h30, a dra. Syglia desenvolve o "Conversando sobre Tuberculose"; e as atividades serão encerradas às 10g30 com a "Paródia da Tuberculose", cantada por Norma e Roberto Silva. 

Então pessoal, vamos lá, pois a Luta contra Tuberculose é de todos e todas.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Dança das cadeiras: sai "UPP Social" entra Ouvidor-morador

Xi... parece que mais uma vez um 'projeto' fez água... ou será simplesmente a dança das cadeiras. Pelo menos é o que sinaliza a matéria do jornal Extra publicado hoje, 25 de março. Será que só restou face do controle militar da conduta e movimentos dos moradores de favelas.  
Paes vai encerrar UPP Social e criar ouvidorias em favelas; moradores vão receber queixas e denúncias
Lançamento oficial da UPP Social no Morro do Escondidinho,
em Santa Tereza (20.05.2011)
Foto: Aline Custódio / Extra / 
Guilherme Amado
Lançado com pompa e circunstância há quase três anos, o programa UPP Social terminará em abril, sem ter cumprido a missão de levar a ocupação social às áreas pacificadas. Em seu lugar, a Prefeitura do Rio lançará o Igualdade de Território, que vai atuar por meio de ouvidorias nas favelas e ficará sob a responsabilidade do vice-prefeito Adilson Pires.
Cada comunidade pacificada terá um ouvidor, escolhido entre os moradores, que trabalhará em espaços públicos já existentes. Além de receber reclamações sobre a deficiência na coleta de lixo ou a falta d’água, por exemplo, ele colherá denúncias. O salário a ser pago ainda não foi estabelecido. Em abril, haverá uma chamada pública para firmar um convênio com uma empresa, que vai contratar os ouvidores, segundo o vice-prefeito:

- Não vamos querer ninguém com filiação partidária. Não é para ser um cabide de empregos. Essas ouvidorias terão independência, por exemplo, para ouvir reclamação sobre algum policial.
As demandas serão levadas para a vice-prefeitura, de onde a cobrança será feita, inclusive a concessionárias, como Light e Cedae.
- O Instituto Pereira Passos (IPP) não conseguiu fazer o programa dar certo. O nome também não cabe. A sigla UPP Social fica sendo Unidade de Polícia Pacificadora Social. É estranho. Agora, com a força da vice-prefeitura, vai dar certo - prometeu Pires.
De acordo com ele, o Igualdade de Território ainda tem um nome provisório, mas deverá ser lançado tão logo termine, no dia 10 do mês que vem, o contrato do IPP com a ONU Habitat, por meio do qual funciona o UPP Social.
O projeto atual sofreu sucessivos rebaixamentos. Em 2010, ao ser criado pelo economista Ricardo Henriques, então secretário estadual de Assistência Social, tinha o objetivo de articular as secretarias para que serviços públicos como saúde, educação, coleta de lixo e saneamento básico entrassem nas favelas. Logo que começou, veio o primeiro revés.
Em 2011, Cabral municipalizou o programa, para acomodar na Secretaria de Assistência Social o petista Rodrigo Neves, hoje prefeito de Niterói. O UPP Social foi sendo esvaziado. Em junho passado, Henriques deixou o IPP, assumido pela economista Eduarda de La Rocque.

domingo, 24 de março de 2013

Atividades esportivas no final de semana em Manguinhos

O Pessoal Responsável que atua no Núcleo de Manguinhos vem oferecendo através de atividades como: Judô, Ginastica, Hidro, Natação e Atividades de Quadra, sempre aos finais de semana. 


Aqui, estão alguns registros fotográficos do empenho misturado com alegria de todo o pessoal envolvido nas atividades do sábado e domingo, 23 e 24 de março. Entre eles, Sensei Gabu, professora Ilza,  a técnica de enfermagem Dora.

O Blog como instrumento didático


TERÇAS CULTURAIS, na Casa da Leitura/ Fundação Biblioteca Nacional em Laranjeiras, apresenta no dia 26/03, às 19h: BLOG: DA INTERNET À SALA DE AULA
O projeto Terças Culturais debate as mudanças nas formas de expressão do jovem com a  internet. 
Pesquisa da Professora Carmen Pimentel publicada no livro intitulado  Blog: da internet à sala de aula propõe uma discussão do que é de uso público ou privado.  
Da época em que os segredos eram escritos e guardados nos diários  até os dias de hoje em que os textos são expostos em blogs com livre acesso de todos,  houve uma transformação. 
Até que  ponto há interferência da escrita digital na produção dos jovens em formação? E como essa ferramenta pode ser usada pelos professores  para estimular o aprendizado dos alunos?
                                            
CARMEN PIMENTEL - É doutora em Língua Portuguesa pela UERJ, mestre em Informática pela UFRJ e graduada em Letras pela UERJ. 
Professora de língua portuguesa, redação e literatura que atua há mais de 23 anos no ensino fundamental, médio e universitário. 
Atualmente é Coordenadora Nacional do PROLER - Programa Nacional de Incentivo à Leitura da Fundação Biblioteca Nacional/ MinC e Diretora da Casa da Leitura, sede do PROLER .
Serviço:
O que? BLOG: DA INTERNET À SALA DE AULA
Quando? 26 de março, terça-feira, 19h
Onde? Casa da Leitura/ Fundação Biblioteca Nacional, na Rua Pereira da Silva, 86 – Laranjeiras. Entrada Franca

Rio de Janeiro pode perder o Feriado de Zumbi, Dia da Consciência Negra!!!

Entre os festejos comemorativos ao Dia da Consciência Negra
no Espaço Cultural Capela São Daniel no Parque João
Goulart - Manguinhos - moradora se informa e forma conceitos
sobre esta data tão especial e cara aos brasileiros.
Zumbi, herói negro da resistência à escravidão no Brasil, que chefiou o Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, em Alagoas, deve estar se perguntando porque incomoda tanto ter uma data - 20 de novembro - em que se homenageia a luta de negros e não negros contra a opressão escravocrata e colonialista no país: Dia da Consciência Negra. 
É que de acordo com a ADI 4091 ajuizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - CNC, distribuída ao Ministro Teori Zavascki, pode declarar a inconstitucionalidade da lei 4.007/2002, que criou o Feriado de Zumbi dos Palmares, no 20 de novembro. 

A ADI é uma ação que tem por finalidade declarar que uma lei ou parte dela é inconstitucional, ou seja, contraria a Constituição Federal.

Almoço de congraçamento com moradores
e amigos de Manguinhos,
no Espaço Cultural Capela São Daniel
Segundo o blog de Humberto Adami, presidente do IARA – Instituto de Advocacia Racial e Ambiental – esta instituição foi admitida como "Amicus Curiae" e estará presente ao julgamento, fazendo sustentação oral, tão logo seja marcado.

Amicus curiae é termo de origem latina que significa "amigo da corte". Atualmente é uma espécie peculiar de intervenção de terceiros em processos, onde uma pessoa, entidade ou órgão com profundo interesse em uma questão jurídica levada à discussão junto ao Poder Judiciário, intervém, a priori como parte "neutra", na qualidade de terceiro interessado na causa, para servir como fonte de conhecimento em assuntos inusitados, inéditos, difíceis ou controversos, ampliando a discussão antes da decisão final. 

A AGU (Advocacia Geral da União) e MPF (Ministério Público Federal) se manifestaram pela inconstitucionalidade da lei, entendendo que o Estado do Rio não poderia criar o feriado, sendo tal competência da União Federal. "O cancelamento do feriado, se ocorrer, trará prejuízos culturais inestimáveis", afiançou o advogado e mesre em Direito, Humberto Adami.

Só para arrematar esta triste notícia de como se processa a dificuldade de manutenção de auto-estima da diversidade étnico-racial no Brasil, em 2013 completamos dez anos da Lei 10.639/2003 que alterou a carta magna da Educação brasileira - Lei de Diretrizes e Bases (LDB) - que tornou obrigatório o ensino da história da resistência negra brasileira e da história africana no currículo escolar, da rede pública e privada, da educação infantil até o ensino médio. Posteriormente, foi promulgada outra lei para abranger a história das culturas indígenas através da Lei 11.645 que fez nova alteração na LDB.   

Fonte: http://humbertoadami.blogspot.com.br


Ação social no Mandela 1: Exame de Vista

Uma boa notícia para os moradores de Manguinhos: Ação Social "com exame de vista" no Mandela 1, promovida pela sua Associação de Moradores no domingo 24/03.

A ação, coordenada por Jaqueline, presidenta da associação, foi iniciada às 10h sendo encerrada às 14h, e aconteceu na Rua Leopoldo Bulhões, 800, Mandela 1, na Rua 6, Quadra 6 Casa 21.

Os moradores tiveram acesso ao exame de vista - computadorizado inteiramente gratuito - com a indicação, em casos de necessidade, do uso de lentes corretoras. Para isso, os interessados foram instruídos a levarem documento de identidade, CPF e cópia de comprovante de identidade.

Oportunidade de Estágio: Jornalismo

Grupo Editorial Record


Principais atividades:
- Criação de filipetas, marcadores de páginas e outros materiais promocionais
- Criação de campanhas, impressas e por e-mail, destinadas à fidelização da base de leitores cadastrados
- Assistência no atendimento e venda ao leitor

Requisitos:
- Estar cursando do 4º ao 7º período de Publicidade
- Ter bom texto
- Conhecimento e noções de layout
- Photoshop e Illustrator
- Pacote Office

Características e benefícios:
- 6h diárias
R$ 620,00 (aproximadamente)
- VT
- Almoço gratuito na empresa

Currículo com período e portfólio (diferencial): Assunto - ESTÁGIO MKT DIRETO para rodrigo.silva@record.com.br até o dia 28 de março. 

Dia Mundia da Tuberculose


Gente, a coisa é seríssima quando se fala em Tuberculose, e fica pior ainda quando associada ao HIV/Aids. O texto pode parecer longo, mas vale a pena dar uma olhadinha, nem que seja para a auto-prevenção. 

No Dia Mundial de Luta de Luta contra à Tuberculose – 24 de Março, organizações da sociedade civil continuam reivindicando chamar a atenção para a responsabilidade que o Estado Brasileiro tem para com esta doença que se associa com HIV/Aids. A reivindicação é feita pelo Fórum ONGs TB-RJ, instância de articulação, mobilização e representação política do coletivo de 190 entidades envolvidas no combate à Tuberculose, composto por ONGs, Ativistas, lideranças comunitárias, redes sociais e pessoas afetadas pela TB/HIV/Aids.

A proposta deste coletivo é marcar a data e tornar pública a notificação do Dia Mundial de luta contra a Tuberculose - 24 de Março, e convidar à todos os Brasileiros a participarem da mobilização e intensificação das ações de combate a tuberculose.

Em 24 de março próximo - Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, a Organização Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde em conjunto com organizações da sociedade civil, e diversos atores se mobilizam para chamar a atenção sobre a emergência Global da tuberculose e a associação TB/HIV/Aids no mundo. A data visa chamar a atenção da população e cobrar das autoridades ações políticas, técnicas e sociais mais concretas para o combate à Tuberculose e denunciar a negligência da saúde junto ás populações mais vulneráveis à TB.

Outro ponto importantíssimo é o de não se perder de vista a discussão acerca da resolução do Conselho Nacional de Saúde - CNS nº 444, de 06 de julho de 2011, sobre a tuberculose como forma de monitoramento da sua execução.

RESOLUÇÃO Nº 444, DE 6 DE JULHO DE 2011, que entre várias considerações – como a de que o enfrentamento da tuberculose está na agenda de prioridades do Ministério da Saúde e, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil ocupa o 19º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos no mundo e que, no ano de 2009, foram notificados 72 mil novos casos e morrem aproximadamente 4.8 mil pacientes no país ao ano – apresenta 16 ações e estratégias de fortalecimento do SUS de fundamental importância para o enfrentamento da tuberculose no país a partir de parâmetros estabelecidos nos Pactos Pela Vida, Pacto de Gestão e Pacto em Defesa do SUS.

Entre estas medidas estão: 
- Estabelecer que as atividades finais do Programa sejam executadas pelas unidades regulares de saúde nas três esferas de gestão com ênfase na Atenção Primária; Implantar o teste rápido para a tuberculose em todo o país; 

- Viabilizar a produção nacional dos medicamentos em dose fixa combinada ("4 em 1"); Desenvolver ações e estrategias que considerem as necessidades das comunidades empobrecidas, da população negra, da população em situação de rua, população privada de liberdade e comunidades indígenas e pessoas vivendo com HIV/AIDS a fim de aperfeiçoar o controle da tuberculose junto a essas populações; 

- Constituir um comitê Intersetorial com a participação da sociedade civil, para o desenvolvimento de ações conjuntas de modo a enfrentar os determinantes sociais relacionados à tuberculose, em especial, os que possuem relação direta com a pobreza e a dificuldade de acesso; 

- Garantir que as ações de prevenção e controle da tuberculose sejam priorizadas nas ações de governamentais de desenvolvimento econômico e social a exemplo do Plano de Aceleração do Crescimento - PAC;

- Garantir a produção e veiculação de campanhas de Prevenção, Educação e Sensibilização sobre Tuberculose de massa com caráter permanente.

sábado, 23 de março de 2013

Vamos ao Teatro - de graça: Sintonia Suburbana

Fotos: Sandra Martins/ACS/ENSP/Fiocruz)

Evaldo de Andrade
Fim de semana é dia de TEATRO EM MANGUINHOS, gente!!!

Em temporada curtíssima a galerinha da Cia Manguinhos em Cena voltou a apresentar a peça "Sintonia Suburbana", dias 23 e 24 de março, sábado e domingo, às 19h30, com entrada franca, na Biblioteca Parque de Manguinhos (Av. Dom Helder Câmara, 1.184, atrás do Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Villa).

Gente, só posso dizer que a peça é muitoooo bacana. Ela trata do cotidiano de comunidades de baixa renda: mas não pense que é um texto duro, triste, que nos faz chorar do início ao fim... NÃO... ela fala de tudo o que já sabemos - com todas as dores inerentes - mas de forma delicada, jocosa, hilária, que nos leva a refletir sobre nosso papel nesta história cotidiana e milenar em que todos são peças de um jogo que todos jogam...

Detalhe: texto, produção, atores, cenário, figurino, música, enfim.... tudo é fruto de muito trabalho desenvolvido ao longo de 2012 para que fosse montada esta maravilhosa Companhia de Teatro de Manguinhos a partir do trabalho desenvolvido pelo diretor Luís Igreja que contou com a dramaturga Renata Mizrahi - responsável por dar unidade aos casos de bala perdida, remoções habitacionais, falta de destino e de identidade.

Diretor Luis Igreja (esq.) e Haroldo Cesar com pequena fã
Sintonia Suburbana é o nome de uma rádio, que apresenta programas como “Casos bizarros da vida normal ou casos normais da vida bizarra” e “Contos picados do dia a dia”, tudo com muito humor, visando à reflexão e ao entretenimento.

Manguinhos em Cena, projeto do Laboratório de Dramaturgia do Gesto (que integra o programa PalavraLab, da Biblioteca Parque de Manguinhos) montou a companhia a prtir das oficinas de formação teatral visando a capacitação de um grupo cênico da região do Complexo de Manguinhos.

O projeto é uma parceria da Companhia do Gesto com a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e tem patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.


sexta-feira, 22 de março de 2013

Brasil é campeão de crimes homofóbicos

nascidos-livres

Brasília (Brasil) – O Brasil é campeão mundial de crimes homofóbicos. A estatística acusa quase duas centenas de crimes ocorrias no ano de 2011 e que 3 a 4 denúncias diárias de violência são praticadas contra homossexuais.

Pela relevância do tema  o escritório da UNAIDS no Brasil resolveu preparar uma edicão em português de publicação originariamente em inglês que possa estar acessível aos países de língua oficial portuguesa (CPLP) e que contribua para a redução do cenário adverso.

A UNAIDS tambêm decidiu disponibilizá-la na página web e envio por mala direta, o  link para download,  antes mesmo da sua impressão na gráfica, dada a urgente necessidade de sua disseminação e apropriação de seu conteúdo de modo mais amplo e imediato,. De acordo com a justificativa da agência, os esforços até então envidados pelo governo brasileiro e segmentos da sociedade, não teem sido suficientes para a reversão dessa realidade.
O documento ora publicado, de autoria do Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas, busca ressaltar o principio da equidade e igualdade de direitos bem como estimular os Estados Membros na adoção de legislação e implementação de medidas com vistas à redução de inequidades e iniquidades ainda existentes.
A publicação chama atenção para cinco obrigações legais dos estados membros em relação a proteção dos direitos humanos de pessoas LGBT: proteger indivíduos de violência homofóbica e transfóbica, prevenir tortura e tratamento cruel, desumano e degradante de pessoas LGBT, descriminalizar a homossexualidade, proibir discriminação baseada em orientação sexual e identidade de gênero e respeitar as liberdades de expressão, associação e de reunião pacífica.
A agência publica em sua página que a morosidade na adoção de medidas que cerceiam e contribuam para a redução do cenário adverso enfrentado pelo Brasil tem sido aspecto visto com extrema preocupação pelo UNAIDS e  outros atores que têm  compromisso com a plena implementação das Declaração de Direitos Humanos da qual o Brasil é signatário.
Manifestação nesse sentido foi formalmente encaminhada pela agência às autoridades competentes como contribuição com vistas à celeridade na adoção de medidas que venham a coibir praticas adversas e o estimulo a crimes homolesbotransfobicos.
A publicacão Nascidos Livres e Iguais pode ser acessada e baixada através da página da UNAIDS. | Por alaiONline 
Fonte: http://www.alaionline.org.br/wordpress/brasil-e-campeao-de-crimes-homofobicos/

Oportunidade de Trabalho: Estágio em jornalismo

Revista de História da Biblioteca Nacional 
Processo seletivo para estagiário.
Perfil: cursando Comunicação Social - Jornalismo (a partir do 4º período).
Carga horária: 6h diárias. 
Valor da bolsa: R$ 800 + VT
Local de trabalho: Centro. 
Enviar currículos para selecao@revistadehistoria.com.br até o dia 25 de março de 2013.
A revista existe em versão impressa e digital (www.rhbn.com.br)

Indígenas prometem resistir à desocupação no Rio; dois são detidos


Fábio Seixas/Folhapress
Segundo relato de Monique Cruz, a situação é tensa na Aldeia. "Agressão da polícia em alguns casos, mas no geral há apenas a tensão no ar. Uma mulher grávida foi agredida e presa. O advogado da Aldeia foi brutalmente agredido ao tentar entrar na aldeia, já que as tropas isolaram tudo e não é possível seque chegar perto do muro. O advogado recebeu uma gravata dos policiais, foi jogado ao chão e chegou a ter o pé do policial sobre seu rosto." De acordo com a integrante do Fórum Social de Manguinhos, é fundamental e importantíssima a presença de todos e todas nesse "momento de pressão psicologia das forças do Estado." 
Pilar Olivares/Reuters

A polícia do Rio cerca desde a madrugada a aldeia Maracanã, área anexa ao estádio e que deve ser desocupada nesta sexta-feira (22). Pela manhã houve discussões com manifestantes, que foram dispersados com spray de pimenta. Dois deles foram detidos.
Às 6h, dois Caveirões, veículos blindados usados em confrontos pesados, chegaram ao local. Um grupo que permanece no local promete resistir. Por volta das 7h40, parte dos ocupantes deixou a área, pulando o muro com a ajuda de escadas.

Aqueles que deixaram o antigo Museu do Índio aceitaram a proposta da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para seguir para um abrigo.

Um blindado do Batalhão de Choque está estacionado em frente ao local desde as 3h. Cerca de 60 policiais fazem o cerco. O portão continua trancado com cadeado e bloqueado com blocos de concreto.

A Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro tenta intermediar a negociação entre governo e indígenas. O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) também está no local.

Além de índios, ativistas estão sentados sobre o muro, gritando palavras de ordem. Um bebê chegou a ser colocado sobre o muro, acompanhando de um cartaz com a inscrição "Não passarão".

Parte de área da aldeia será usada para circulação de torcedores na Copa do Mundo de 2014. O prédio, que abrigou o Museu do Índio até 1978, será reformado e receberá o Museu Olímpico, administrado pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

ULTIMATO

Em tom de ultimato, o governo do Rio de Janeiro pediu a desocupação imediata do prédio do antigo Museu do Índio, ao lado do Maracanã, e ofereceu três opções de alojamento para os índios que estão no local.

Dia 20 venceu o prazo para a reintegração. O despejo dos indígenas está autorizado desde o dia 21.

O Museu do Índio dará lugar ao Museu Olímpico.

Afonso Apuriña, um dos líderes da aldeia Maracanã, afirmou que a comunidade não deixará o local, considerado sagrado por eles.

As opções de alojamento são um terreno em Jacarepaguá (zona oeste), uma área do lado do barracão de obras da Odebrecht, na avenida Visconde de Niterói (zona norte) ou um espaço à parte no abrigo Cristo Redentor (zona norte).

Os índios também podem voltar para a sua aldeia de origem ou optar pelo benefício do aluguel social, de R$ 400.

Segundo o secretário, eles devem deixar a Aldeia Maracanã imediatamente, podendo ficar no hotel Acolhedor Santana II, no centro.

Fonte: Folha de São Paulo

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dia Nacional de Combate ao Racismo reforça a luta


Em 2011, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmava, no site do Ministério da Saúde, que o preconceito racial ainda é uma realidade no Brasil e isso se reflete em todos os setores do País, inclusive na área da saúde. Por esta razão, neste Dia Nacional de Combate ao Racismo, o Ministério da Saúde reforça a importância do combate à discriminação para melhorar o acesso à saúde dentro do Sistema Único de Saúde. 

Para o ministro Alexandre Padilha é necessário acabar com esse tipo de preconceito entre os profissionais da rede pública. "Os preconceitos que existem são preconceitos que estão arraigados na forma como a instituição se organiza, como o serviço se organiza, como os profissionais foram formados, a cultura institucional da própria instituição. Nós queremos envolver os secretários estaduais e municipais em uma campanha permanente de combate do racismo institucional nos serviços públicos e privados de saúde", ressalta Padilha. 

Na ocasião da entrevista, a, então, diretora do Departamento de Apoio à Gestão Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/MS), Julia Roland, a comunidade negra merecia uma atenção especial do Governo Federal para diminuir os episódios de discriminação racial no SUS, reconhecendo o 
preconceito dentro da rede pública de saúde. 

"Uma das lutas que o Ministério da Saúde vem fazendo é exatamente no sentido de procurar implementar políticas para tratar de forma diferenciada aquelas parcelas da população que sofrem mais desigualdade, entre elas, a população negra. Tem que ter uma abordagem diferenciada para melhorar suas condições de saúde”, acredita a diretora. 

Como uma das estratégias desenvolvidas no Programa de Enfrentamento ao Racismo Institucional no SUS foi, em 2011, a assinatura de um acordo para adesão à campanha "Igualdade Racial é Pra Valer", entre o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros.

Fonte: www.portal.saude.gov.b

Como o negro incomoda...até seu cabelo!!!

Negro é lindo, seu cabelo é lindo, sua pele é linda, sua história de luta e de resistência é linda. Mas, sua beleza e valor só são conhecidos pelos negros/negras e quase negros porque há um grupo maravilhoso que faz barulho há muito tempo, um grupo pequeno, se considerarmos o quantitativo. São negros e negras em movimento e o movimento negro que lutam desde que o primeiro africano veio "ralar" para os portugueses que "descobriram" o Brasil. A luta era e é para que tenhamos amor, carinho e respeito pelos nossos traços ancestrais. É duro, não é uma tarefa nada fácil, ainda mais quando temos a eterna comparação dos traços do negro/negra com o exotismo do animal ou de coisas. Lembram da propaganda do Bombril Assolan, entre outras coisas, que depreciam a humanidade do ser negro.

Agora é a vez da moda que reinventa a moda de como sempre revisitar os estereótipos sobre o negro e suas características. Fica difícil uma criança negra ou quase negra deixar seus cachos naturais, aprender a lidar com ele, amá-lo e cuidar dele com carinho se a mídia, a sociedade diz que seu cabelo é tão bom que dá para limpar panelas. É uma perversidade... convenhamos...

Cabelo bombril: penteado feito com palha de aço é aposta inusitada

Dividindo espaço com grampos e sprays fixadores, na bancada do backstage do desfile de Ronaldo Fraga, um material inusitado: palha de aço. Em uma homenagem aos negros à chegada do futebol no Brasil, o beauty artist Marcos Costa criou um penteado usando uma faixa do utensílio metalizado. Essa servia como uma tiara na cabeça das modelos, presa com grampos extratégicos envolvendo os fios presos em um coque baixo. "O susposto cabelo ruim é na verdade uma escultura em potencial", disse. 

Representando a alegria do esporte, Marcos apostou em batons coloridos (algumas modelos ganharam laranja, enquanto outras usaram rosa - todos os produtos eram da Natura). Para completar, uma pele com base leve finalizada com pó bronze nas maçãs do rosto. 
 
 
 
Leia a crítica do Blog de Hernani Francisco da Silva:
 
O que acontece com eles, que resolveram ser "legais" para com os negros.
Já não é a primeira vez que sob pretexto de prestigiar algo relacionado ao negro e a sua cultura. Racistas velados ou mau informados, frutos de uma sociedade com análises racistas, tenta nos "homenagear". Por certo, que a próxima falar será "foi um mal entendido, era uma homenagem. Eu não sabia que ia ofender..."

Fazer analogia do bombril com o cabelo negro, é nos remeter a uma situação racista e constrangedora. Onde o negro tem seu núcleo básico de força abalado, ou seja: AUTO-ESTIMA, que foi e é alvo desde sempre de várias investidas racistas, na tentativa de inferiorizar a raça negra.

"Só que não", a ação de Ronaldo Fraga, é um racismo camuflado na moda Brasil, e não passará desapercebido. Cabendo ao movimento negro, o incomodo as autoridades para retirada e pedidos público de desculpa, por este gesto que ofende nossa dignidade.

Oportunidade de Trabalho: Pesquisa DENGUE - Fiocruz

Processo seletivo para atuação em pesquisa sobre DENGUE no Complexo de Manguinhos
Os interessados devem enviar currículo para pesquisa.dengue@gmail.com até 31 de março de 2013.
Esse processo seletivo tem por objetivo selecionar bolsistas para atuação em projeto sobre dengue, no Complexo de Manguinhos, coordenado por pesquisadores da Fiocruz. A seleção inicial será feita baseada no currículo, e as etapas adicionais serão divulgadas neste site.
São necessários três perfis de profissionais:
1) Assistente de campo (quatro vagas) 
Os assistentes de campo serão remunerados através de bolsa de estudos, no valor de R$ 966,00 mensais + auxílio alimentação. Para ser assistente de campo, é necessário:
  • ser morador do Complexo de Manguinhos;
  • ser maior de 18 anos; 
  • ter ensino médio completo;
  • ter conhecimentos básicos de informática (internet, salvar arquivos, digitar textos pequenos, etc);
  • disponibilidade de 40 horas por semana, caminhando nas ruas da região (com sol ou chuva);
  • disponibilidade para trabalhar final de semana;
  • desejável experiência anterior com pesquisas de campo.
2) Técnico/flebotomista (três vagas)
Esses técnicos serão remunerados através de bolsa de estudos, no valor de R$ 1.200,00 + auxílio alimentação e transporte. Para esse cargo, é necessário:
  • ser maior de 18 anos; 
  • ter ensino médio completo, com formação técnica em patologia clínica ou enfermagem;
  • ter conhecimentos básicos de informática (internet, salvar arquivos, digitar textos pequenos, etc);
  • disponibilidade de 40 horas por semana, caminhando nas ruas da região (com sol ou chuva);
  • disponibilidade para trabalhar final de semana;
  • habilidade para coleta de sangue em todas as faixas etárias
  • desejável experiência anterior com pesquisas de clínicas e/ou de campo. 
3) Enfermeiro (três vagas)
 Os enfermeiros serão remunerados através de bolsa de estudos, no valor de R$ 2.500,00 + auxílio alimentação e transporte. Para esse cargo, é necessário:
  • ter ensino superior completo em Enfermagem;
  • ter conhecimentos básicos de informática (internet, salvar arquivos, digitar textos pequenos, etc);
  • disponibilidade de 40 horas por semana, caminhando nas ruas da região (com sol ou chuva);
  • disponibilidade para trabalhar final de semana;
  • habilidade para coleta de sangue em todas as faixas etárias
  • desejável experiência anterior com pesquisas clínicas e/ou de campo.

    Informações a serem publicadas no site http://www.procc.fiocruz.br/news/pesquisaDENGUE-fiocruz

Morte de adolescente causa conflito entre moradores e PMs da UPP de Manguinhos

MAIS UM LUTO EM MANGUINHOS
Moradores acusam policiais de usar choques elétricos contra o rapaz

POR LUARLINDO ERNESTO
 
Rio -  A morte de um adolescente na favela de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, causa conflitos entre moradores e policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade na manhã desta quarta-feira. Matheus oliveira Casé, de 16 anos, morreu nesta terça-feira na UPA do local. A morte do rapaz, no entanto está envolta em controvérsia.
 
Segundo moradores, policiais disseram que ele foi encontrado no caído em frente à sede da UPP, passando mal, com indícios de ingestão de bebidas ou de drogas. Os moradores, no entanto afirmam que ele recebeu choques elétricos na unidade policial.
 
Na manhã desta quarta, houve bate-boca em frente a UPP entre moradores e policiais. Uma tia do menor, que não se identificou, confirma a versão de que ele teria recebido choques. O corpo do rapaz será sepultado no Cemitério da Ordem do Carmo, no início da tarde. 
 
Fonte: http://odia.ig.com.br/portal/rio/morte-de-adolescente-causa-conflito-entre-moradores-e-pms-da-upp-de-manguinhos-1.562842